By Astromanta & Hetamoé

28 pages in black and white, light blue paper, plus dust cover. Sub-A5 format (11.7×16.5cm). First printing of 20 copies. Launched on December 15, 2012, at the 21st Feira Laica. A second printing of 10 copies was added for the 1st Feira Morta. Later printings carry no dust cover. Available online since November 21, 2014.

Like Kunihiko Ikuhara would say, “anything innocent symbolizes sex, actual sex symbolizes innocence”. This is the key to Idle Odalisque, a zine in heta-uma style about a lovable loli (any resemblance to Yolandi Visser is no coincidence) inhabiting a strange world: she lives in an apartment complex controlled by a mysterious “Mother Box”, takes drops that grow her breasts during sleep, and works nights as a prostitute. This time, she ends up playing scrabble with one of her regular customers – a bear – who had a working accident. Don’t miss out on this loli-meets-bear story in which sweet and borderline indecent stuff happens!


De Astromanta & Hetamoé

28 páginas a preto e branco, papel azul claro, mais sobrecapa. Formato sub-A5 (11.7×16.5cm). 1ª tiragem de 20 exemplares. Lançado a 15 de Dezembro de 2012, na 21ª Feira Laica. Acrescentou-se uma 2ª tiragem de 10 exemplares, para a 1ª Feira Morta. Tiragens seguintes sem sobrecapa. Disponível online desde 21 de Novembro de 2014.

Como diria o Kunihiko Ikuhara, “a inocência simboliza o sexo, e o sexo simboliza a inocência”. Esta é a chave do Idle Odalisque, um zine em estilo heta-uma sobre uma loli adorável (qualquer semelhança com a Yolandi Visser não é pura coincidência) num mundo estranho: vive num complexo de apartamentos controlado por uma misteriosa “Mother Box”, toma gotas para insuflar as mamas durante o sono e trabalha à noite como prostituta. Desta vez, acaba a jogar scrabble com um dos seus clientes habituais – um urso –, que teve um acidente de trabalho. Não percam esta história loli-meets-bear que oscila entre o amoroso e o quase-indecente!